Câncer de pele: como prevenir e tratar?

Blog

Câncer de pele: como prevenir e tratar?

24 de outubro

Em qualquer alteração, procure por um especialista!

Preste muita atenção em sua pele: se uma pinta mudar de formato, apresentar mais de uma cor, aumentar de tamanho ou se há uma ferida que não cicatriza, é melhor procurar um especialista!

 

Nessas situações, deve-se verificar se não se está diante de um câncer de pele. As lesões cutâneas podem ser benignas, nesse caso, retiradas quando há dúvida no diagnóstico ou quando há queixa estética por parte do paciente, ou malignas.

 

O tratamento dos chamados cânceres de pele (melanoma e não melanoma) pode requerer reconstruções complexas com o uso de enxertos e retalhos, tornando-se fundamental a expertise de um cirurgião plástico.

 

Na condução desses casos, existe grande preocupação e atenção para que haja remoção completa das lesões com margem de segurança e, ao mesmo tempo, preserve-se a função e mantenha-se as cicatrizes dentro de parâmetros esteticamente aceitáveis.

 

O mais temido entre os cânceres de pele é o Melanoma, pois tem maior potencial de alcançar outros órgãos, devido a seu comportamento biológico mais agressivo. Então, mais uma vez, deve-se manter vigilância sobre a própria pele: diante de alguma alteração, realize uma avaliação completa com um Dermatologista.

 

A exposição prolongada ao sol tem relação com o desenvolvimento do câncer de pele. No cotidiano, o protetor não deve ser deixado de lado! Escolha um produto com FPS 30 ou superior, independentemente da cor da sua pele.

 

Proteja-se, adicionalmente, com o uso de roupas de algodão, chapéu e óculos de sol e evite expor-se no horário entre 10h e 16h. Acrescento que manter um estilo de vida saudável pode prevenir o desenvolvimento de outros tipos de câncer, não apenas os de pele. Então, evitar cigarro, álcool em excesso, manter o peso e exercitar-se deve estar sempre na ordem do dia!

 
Voltar

Agende sua consulta

(51) 9 8912.1427